RJ / Rio de Janeiro

RJ / Rio de Janeiro

rio_janeiro
 
RJ / Rio de Janeiro
 
Todas as operadoras do transporte público de passageiros do Estado do Rio de Janeiro, incluindo as empresas de ônibus, trens, barcas e Metrô, delegaram à Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) a emissão, comercialização e distribuição do vale-transporte, possibilitando a unificação dos processos que envolvem este benefício.
 
Essa realidade facilitou a implantação de um sistema de bilhetagem eletrônica que serve de exemplo para todo o Brasil, pois mantém a universalidade do vale-transporte para todos os 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro e permite aos integrantes do sistema usufruir uma solução de controle de passageiros com interoperabilidade para todo o Estado, multimodalidade e sendo ainda uma plataforma de serviços.
 
O sistema de bilhetagem eletrônica da PRODATA MOBILITY é administrado em duas partes. Os Sindicatos das empresas operadoras possuem a administração das gratuidades (processo de cadastramento junto ao usuário de direito, personalização e distribuição dos cartões) e a Fetranspor possui a gestão do vale-transporte. Além disso, cada empresa operadora tem o controle e gestão de seus dados referentes à operação diária e em relação ao vale-transporte.
 
A rede de transportes no Grande Rio é integrada através do sistema de bilhetagem com a utilização do Bilhete Único. Cada uma das operadoras possui o seu cartão, mas todos são aceitos em todos os validadores e obedecem a regras de tarifação diferenciadas de acordo com a origem do cartão (Bilhete Único Intermunicipal, Bilhete Único Carioca, Bilhete Único Niterói, Cartões Metrô-Rio, Cartões Supervia) e com os modos que se utilizar (ônibus municipal, ônibus intermunicipal, metrô, trem ou barca). O Bilhete Único Metropolitano é integrado no trem, metrô, barcas, vans legalizadas e ônibus, sempre que for feita uma viagem intermunicipal.
 
Independente do valor real da tarifa do modal, com o BU a passagem tem um valor fixo e o usuário tem duas horas e meia para realizar o segundo embarque.
 
Atualmente são 10.340 validadores em operação nos veículos de transporte coletivo de 50 empresas, e 422 validadores instalados em bloqueios de estações: 169 no sistema de Barcas (5 estações), 190 no Metrô (32 estações), e 63 na Supervia (63 estações).
 
A venda de vale-transporte é realizada através da internet com recarga dos créditos nos cartões através dos validadores, embarcados nos ônibus ou instalados nos bloqueios das estações (Metrô Rio, Supervia e Barcas). O Sistema de Comunicação entre os validadores e as Centrais de Processamento das garagens é executado via WLAN.