MT vê “falhas grosseiras” e cogita abandonar obra de trem bilionário